URL’s Amigáveis nos permalinks do seu WordPress preservando a estrutura antiga

Print pagePDF page

Bom, outro dia sugeri ao super fotógrafo e guitarrista Sergio Buss que usasse um sistema de URL’s no site dele que fosse mais amigável. Como já ia escrever um pequeno passo a passo pra ele aplicar em seu blog, resolvi fazer um post, pra ajudar qualquer um que queira fazer isso também.

Começando

Se você tem um blog WordPress (como esse aqui :D), provavelmente já deve ter notado que na instalação padrão, os links permanentes (permalinks) para seus posts e páginas são identificados como algo do tipo http://www.seusite.com.br/?p=221. Provavelmente também, deve ter reparado que algumas pessoas usam um sistema de url mais amigável, como http://www.seusite.com.br/2011/04/nome-do-post. Bem mais legal, né? Além de legal, os buscadores (principalmente o Google) adoram esse tipo de URL, e isso fará com que sua página apareça melhor colocada em buscas. Hoje vamos descobrir que fazer essa mágica da URL não é nada complicada.

Antes de começar a brincar com isso, certifique-se que seu servidor Apache tenha o mod_rewrite habilitado. Se você não sabe o que é mod_rewrite, nem o que é Apache, o suporte técnico da sua hospedagem saberá, daí você checa com eles se sua conta tem esse módulo (o mod_rewrite é um módulo). Estou sendo breve neste ponto porque praticamente todos os serviços de hospedagem têm esse módulo habilitado. Caso você tenha dificuldades, me avise que te ajudarei com mais detalhes.

Cuidado! Não são só flores!

Uma coisa importante a se fazer é garantir que você não perca o que conquistou nos resultados de pesquisa do Google. A estrutura nova de URL soará ao Google como novas páginas e as antigas terão desaparecido. Assim você voltará a idade da pedra, do ponto de vista dos buscadores. Mas nem tudo está perdido. Este plugin (dentro do admin WP, procure o plugin chamado Dean’s Permalinks Migration 1.0) permite que as URL’s antigas, se chamadas, redirecionem para a estrutura nova. Após instalá-lo e ativá-lo, é só ir em Configurações (ou Settings, em inglês), e de lá clique em PermalinksMigration. Coloque a regra que criava a estrutura antiga e salve. Se você não sabe qual é essa tal regra, vá em Configurações (Settings) e dentro dela, vá em Links permamentes (Permalinks). O campo Estrutura personalizada (ou Custom structure) irá conter a regra atual que gera seus links permamentes. Por exemplo, se seu site tinha a estrutura de links site.com/archives/5803, a regra nesse campo era /archives/%post_id%. É esse valor que você irá copiar e colar no PermalinksMigration. E assim, você agora está pronto para fazer a mágica das URL’s. Não prossiga se não tiver feito todos esses passos!

E agora, URL’s!

Chegou a hora de fazer seus links permanentes ficarem bonitões! Vá em Configurações (ou Settings, em inglês) e escolha o sub item Links permanentes (ou permalinks, em inglês). A mágica acontece na tela que carregará. Serão mostradas as opções de como sua url pode ficar. É bem auto explicativo. As opções fornecidas pelo WP por padrão, são as mais indicadas (eu por exemplo, uso a opção Mês e nome ou Month and name). Há a opção de fazer URL’s customizadas do tipo /%category%/%postname%/ (na notação dessa ferramenta), que é bem vista por muitas pessoas. Porém, por motivos de desempenho, prefira opções que antes de aparecer o nome do post, mostre um campo numérico. O sistema de Mês e nome é o mais bacana, a meu ver, porque esse campo numérico tem um valor que diz alguma coisa (é o ano e o mês de publicação), ao invés de um número arbitrário do id do post. Após selecionar a opção de mês e nome, clique em salvar. Lembre-se de testar se os links antigos estão funcionando corretamente, apontando para a estrutura nova, caso não estejam, volte rapidamente para sua configuração antiga, de links permanentes e cheque o que aconteceu de errado. Qualquer dúvida, me procure.

É isso então pessoal. Hoje aprendemos um jeito bacana de melhorar tanto a legibilidade das nossas URL’s, quanto a nossa relevância nos sites de busca. Espero que seja útil!

[]’s

Sahb,.